Por Thiago Maboni

Acredite você ou não, o fato é que vender pela internet vem ficando mais e mais simples com o passar do tempo. E isso é especialmente verdade pela presença cada vez maior dos marketplaces, plataformas que conectam diversos vendedores e compradores em um único lugar. Assim, como em um shopping center virtual, vários lojistas oferecem seus produtos, ganhando visibilidade e, consequentemente, uma quantidade enorme de visitantes. E o melhor é que o papel de intermediador de toda e qualquer transação fica a cargo do marketplace!

Mas por mais que esse seja um dos fatores que mais atrai empreendedores para a área, a verdade é que existe uma série de cuidados que você deve ter para iniciar as vendas em um marketplace e ter sucesso. Saiba  quais são esses cuidados e o que fazer para garantir seu lugar ao sol:

Operando o marketplace

Primeiramente, vamos falar sobre como um marketplace funciona, a fim de que você entenda como será seu dia a dia ao optar por essa alternativa. Antes de mais nada, os vendedores se cadastram como lojistas na plataforma, passando por um processo de seleção previamente definido, para então começarem a vender por meio do site.

Do outro lado vêm os consumidores à procura de produtos de qualidade, de preferência com entrega rápida, facilidades de pagamento e, quem sabe, até um frete grátis. Viu como, ao se enveredar por esse caminho, você precisará se preocupar com dois perfis bastante distintos de público? Afinal de contas, uns querem garantir a lucratividade do negócio enquanto os outros estão focados na economia de recursos ao comprar produtos pela internet.

Começando pequeno

Você já deve imaginar que se tornar uma Amazon ou um Submarino leva certo tempo, certo? Exatamente por isso, tenha paciência. Comece com funcionalidades básicas, tanto para clientes como para fornecedores, contatando comerciantes que também estejam à procura de formas alternativas para divulgar seus produtos, mas que ainda não tenham um volume de vendas grande o suficiente. Assim vocês poderão crescer juntos. O importante é que seu marketplace seja funcional e atenda às expectativas de clientes e comerciantes, gerando valor para ambos.

Mantendo o equilíbrio

Contar com uma grande quantidade de lojistas sem a contrapartida do tráfego igualmente bom de internautas ou, ao contrário, ter uma quantidade enorme de visitantes sem lojistas com capacidade para atender a todos os pedidos pode prejudicar bastante a imagem do seu marketplace. Por isso, o melhor a fazer é crescer as duas bases proporcionalmente, de modo a fazer com que todos os pedidos sejam devidamente atendidos. A capacidade de venda e o processamento das transações deve ser escalada conforme cresce o número de clientes, mantendo assim o equilíbrio entre oferta e demanda.

Cuidando do atendimento

Comprar pela internet deve sempre ser uma experiência única para o usuário, afinal, se ele não se sente bem atendido ou mesmo tem dificuldades para navegar pelo marketplace, fatalmente migrará para a concorrência. Sendo assim, garanta a responsividade da sua plataforma de vendas (funcionando tanto no desktop quanto em dispositivos mobile), que o tempo de carregamento das páginas é o menor possível e que todas as informações estão organizadas e disponíveis.

Além disso, ofereça canais de atendimento tanto para fornecedores quanto para consumidores, visando manter o bom relacionamento, tirar dúvidas, esclarecer o funcionamento da plataforma entre outras informações que possam melhorar a experiência dos usuários.

Selecionando os fornecedores

Tudo bem que vender é ótimo, mas mais que vender por vender, você precisa fazer boas vendas para que os consumidores voltem a comprar do seu marketplace. Assim, se um lojista deixa o cliente na mão (não entregando o produto, por exemplo), quem sai com a imagem manchada é você! Portanto, capriche no processo de seleção dos fornecedores e mantenha um sistema de avaliação contínua, que permita saber quem são os melhores colaboradores e quem não está cumprindo com as exigências estabelecidas.

Garantindo a segurança

De um lado temos o consumidor, que fornece dados de cartão de crédito, CPF e endereço, dentre outros. Do outro lado está lojista, que envia um produto em troca do pagamento. No meio se tem uma transação financeira. Para ter sucesso com seu marketplace, a segurança desse tipo de transação deve ser uma preocupação constante. Assim você não terá uma taxa de chargeback alta ou qualquer problema mais grave com clientes ou fornecedores. Contar com um sistema de pagamentos confiável é o primeiro passo para que nada disso aconteça.

É preciso, por exemplo, que o rateio de todas as compras seja feito automaticamente entre fornecedores e marketplace, sem margem para dúvidas. Do lado do cliente, todos os dados fornecidos devem ficar em completa segurança, não sendo repassados aos fornecedores.

Investindo em marketing

No marketplace, a responsabilidade pela atração e pela conversão de clientes é sua e não dos lojistas. Se eles não veem resultados, podem desistir da parceria e procurar outros marketplaces com maior visibilidade e potencial de vendas. Dessa forma, investir em marketing de maneira inteligente é fundamental para que você tenha sucesso.

Desenvolva um bom planejamento de marketing digital para seu marketplace, considerando investimentos em links patrocinados, produção de conteúdo, relacionamento em redes sociais e e-mail marketing para sua base de leads. Quanto melhor for essa estratégia, mais pessoas conhecerão seu marketplace e passarão a comprar por meio da sua plataforma, incrementando as vendas e atraindo mais lojistas para o negócio.

Melhorando continuamente

Conforme seu marketplace cresce e ganha clientes e fornecedores, torna-se essencial melhorar sua infraestrutura, oferecendo novos recursos e diversificando produtos, tudo em busca de se tornar o melhor marketplace do seu nicho de mercado. Invista na profissionalização do negócio! Para saber o momento exato de dar um upgrade na sua plataforma, bem como no relacionamento com clientes e fornecedores, por exemplo, é imprescindível que você acompanhe os resultados do seu marketplace, especialmente os financeiros.

Conciliação financeira, comissionamentos, fluxo de caixa, antecipação de recebíveis: tudo isso entra como melhoria. Por essas e outras, uma plataforma de gestão de pagamentos completa é sempre uma boa aquisição. Assim é possível otimizar tempo e acompanhar, dia a dia, os resultados do seu marketplace.

Agora que você já sabe que iniciar as vendas em um marketplace exige planejamento, dedicação e uma boa dose de entendimento sobre como é a rotina desse tipo de empreendimento, conte se ainda ficou com alguma dúvida! Quer fazer alguma consideração sobre o tema ou compartilhar sua experiência? Deixe seu comentário!

como vender mais

Comentários