Por Leonardo Ramos


O final de Outubro e o começo de Novembro costumam ser períodos de baixas vendas, já que muitos consumidores se preparam financeiramente para comprar na grande Black Friday. E por outro lado, os lojistas que trabalham com e-commerce mobilizam suas operações para fazer grandes vendas na Black Friday, devido aos benefícios que esse dia costuma trazer para o faturamento das empresas.

Para você ter uma ideia sobre o potencial da data, em 2016 o faturamento da Black Friday ecommerce foi de R$ 1,9 Bilhão, sendo 17% maior em relação ao ano de 2015, segundo os dados extraídos do Ebit. E como esse mercado continua crescendo e se consolidando cada vez mais na mente dos consumidores, as expectativas para boas vendas black friday nos próximos anos são ainda mais altas.

Se você é leitor do Blog do Moip há algum tempo, sabe que os nossos artigos, assim como a solução de pagamento para e-commerces, servem para ajudar os lojistas virtuais a crescer seus negócios. Portanto, resolvemos compilar neste texto um checklist prático (e de última hora) que vai te ajudar a ter uma explosão de vendas na Black Friday e Cyber Monday! Vamos lá?

Receba os nossos conteúdos em primeira mão!



Checklist para aumentar as vendas Black Friday:

O bom funcionamento do seu site é primordial na Black Friday, certo? Mas essa não é a melhor hora para planejar alterações mais complexas, como o redesign  do site, por exemplo. Afinal, a Black Friday está chegando e ainda dá tempo de implementar as dicas que daremos a seguir, que são mais simples e executáveis a curto prazo.

Portanto, as nossas sugestões no momento é que você:

#1 Otimize a velocidade do site:

Se o site estiver muito lento, é bem provável que você perca ótimas oportunidades de vendas black friday. Sem contar que o SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca) pode ser prejudicado, já que o Google dá as melhores posições orgânicas para sites com um carregamento de página mais rápido.

Para melhorar a velocidade do site, você pode comprimir ou alterar o tamanho das imagens de todas as páginas de produtos estarão em promoção (ou entre os mais vendidos) utilizando um compressor como o TinyPNG, por exemplo. Caso queira saber qual é o tempo de carregamento atual do seu site, utilize a ferramenta gratuita Google Pagespeed Insights.

O tempo ideal deve ser de até 3 segundos. E não se esqueça de checar a capacidade de carregamento dos seus servidores também, para saber o quanto de tráfego o seu site aguenta, conforme dissemos no nosso outro artigo: como se preparar para a black friday 2017.

#2 Atualize a sua homepage:

Quando os consumidores entrarem no seu site, certifique-se de que as melhores promoções e ofertas estejam bem visíveis na homepage. Você pode utilizar banners de produtos, pop-ups de saída para quando o usuário for abandonar o site, oferecendo ofertas imperdíveis, entre outros call to action´s (ou “chamada para a ação”, em português).

Para aplicar esses recursos no seu site, você pode utilizar as ferramentas Optinmonster e Hellobar, por exemplo. Elas permitem que você configure os seus call to action´s da maneira que preferir, seja para fazer uma coleta de e-mail ou direcionar o visitante para uma página de compra.

Uma outra boa dica é implementar um cronômetro para uma oferta específica. Essa tática ativa o gatilho mental de urgência no consumidor, aumentando o interesse na compra para gerar mais vendas black friday. Algumas ferramentas, como a USFlashMap e Countdownr, por exemplo, possibilitam a exibição do cronômetro de ofertas no site. Mas caso você não consiga aplicar esse recurso sozinho, converse com os desenvolvedores do site ou com o serviço de plataforma que você utiliza, para checar essa possibilidade.

#4 Ofereça um chat de suporte para os seus clientes:

É muito provável que na Black Friday seus clientes tenham alguma dúvida sobre o produto, preço ou prazos de entrega. E o seu papel como lojista é engajá-los no site, ajudando a responder suas dúvidas, para que as vendas não sejam perdidas.

A melhor forma de ajudar os clientes com agilidade é utilizando um chat exclusivo para suporte. Existem várias ferramentas de chat disponíveis no mercado, como a LiveChat e o Zendesk Chat, por exemplo. Só não se esqueça de testá-las antes da Black Friday e Cyber Monday, para garantir que tudo funcione bem e que seus clientes contem com um bom atendimento.

#5 Mobilize sua equipe para monitorar suas redes sociais:

As redes sociais são extremamente importantes para gerar mais vendas na black friday, já que boa parte do seu público está presente nesses canais. Portanto, a nossa sugestão é que você mobilize uma equipe focada em fazer as divulgações de ofertas e monitoria de atividades nas redes sociais do seu negócio.

Você também pode fazer parcerias estratégicas para divulgar seus produtos, como os influenciadores digitais, por exemplo, ou criar campanhas direcionadas utilizando o Facebook Ads, para gerar mais vendas black friday. Além disso, as redes sociais também podem servir como um canal de atendimento do seu negócio.

#6 Elabore campanhas de email marketing personalizadas para aumentar as vendas Black Friday:

Pode ser que você já deve ter segmentado a sua base de clientes de acordo com sua localização, sexo, histórico de compras ou itens favoritos adicionados ao carrinho, certo? Se ainda não fez isso, a nossa recomendação é que você priorize criar essas segmentações. Elas serão super importantes na hora de divulgar as suas promoções na Black Friday.

Com as informações contidas em suas segmentações, você poderá elaborar campanhas de e-mail personalizadas, que trarão um bom resultado em vendas, já que você conhece bem o público que pretende atingir. E não se esqueça de testar as suas campanhas de email marketing no ecommerce para garantir boas performances na Black Friday e Cyber Monday.

vendas black friday

#3 Conte com um checkout de pagamento focado na conversão:

Uma pesquisa realizada pelo instituto americano Forrester Research mostrou que 11% dos consumidores online que abandonam o carrinho fazem isso devido a um processo de checkout complicado. Então, quanto mais simples e fluído o seu checkout for, maiores serão as suas vendas na Black Friday e Cyber Monday.

Foi pensando nessa dor que, em 2008, os fundadores do Moip criaram a ferramenta de checkout transparente no Brasil. Além de reduzir o número de formulários e eliminar os pontos de fuga na hora da finalização da compra, o checkout transparente Moip é capaz de aumentar em até 30% as conversões do site. Caso você queira conhecer melhor o nosso checkout transparente, clique no link.

Se você utiliza uma plataforma de e-commerce que não possui uma integração tecnológica com o sistema do Moip, essa dica não se aplica a curto prazo já que, dependendo de algumas particularidade do seu site, o processo de integração de um meio de pagamento online pode demorar um pouco.

Mas se você utiliza uma plataforma e ela possui integração conosco, basta habilitar o nosso sistema para garantir que o seu checkout de pagamento seja transparente e aumente muito mais as suas conversões. No vídeo abaixo, você verá o que é e como funciona o Checkout Transparente Moip:

#7 Mensure o progresso das campanhas:

Depois de estruturar todos os pontos que mencionamos anteriormente, não se esqueça de mensurar o progresso das suas campanhas. A ferramenta que pode te ajudar com isso é o Google Analytics. Se você já tem o Google Analytics corretamente configurado no seu site, ele  mostrará os volumes de acessos no site, além das fontes do tráfego, como canais pagos, Redes Sociais, E-mail, links de Referência e buscas orgânicas (SEO). Mas é claro que, se preferir, você poderá utilizar qualquer outra ferramenta de Web Analytics.

Sabendo o volume total de acessos em cada página de produto durante a Black Friday, e a quantidade de pessoas que compraram cada um deles, você consegue mensurar a sua taxa de conversão. O Google Analytics te entrega esse dado para cada página de produto. Se você precisar fazer manualmente,  o cálculo é muito simples:

Taxa de conversão = (Número total de acessos na página de produto em um período de tempo / Número de vendas daquele produto realizadas no período) X 100.

Também é importantíssimo que você calcule e analise o ROI (Retorno Sobre Investimento) de cada canal de marketing. (Se quiser entender melhor o que é e como calcular o ROI, clique no link).

Esses números são muito importantes para entender qual a direção certa para investir mais e crescer seu e-commerce, em vez de tomar decisões com base em suposições que não se sustentam com base em dados. Então, cobre essas análises da sua equipe de marketing ou, se mensure você mesmo.

Além disso, é importante que você entenda o porquê de cada número, e como fazer para melhorá-lo. Se o tráfego nas páginas dos melhores produtos está baixo, você precisa melhorar a performance das campanhas de mídia paga e SEO, ou direcionar mais pessoas para ele utilizando e-mail marketing, por exemplo.

Ou, se a conversão estiver baixa, talvez o problema esteja no design das páginas ou no processo de finalização da compra, que pode ser otimizado com uma ferramenta de checkout transparente, como mencionamos anteriormente.

Portanto, além de coletar e mensurar os dados, é importante que você saiba interpretá-los para tomar as melhores decisões. Essa dica do nosso checklist não serve apenas para as campanhas feitas na Black Friday, mas para a performance geral do seu negócio.

Tenha o seu checklist em mãos com o nosso infográfico!


Até aqui, compilamos dicas práticas para que você garanta uma explosão de vendas na black friday. Todos os pontos que abordamos são de extrema importância, e se você investir em aplicá-los corretamente, os seus resultados de vendas na black friday e cyber monday serão surpreendentes.

Pensando em enriquecer ainda mais esse conteúdo, com outras dicas importantes, nós criamos o infográfico: Checklist de como preparar a sua loja virtual para a Black Friday 2017, que você verá a seguir. Confira!

Conclusão:

A Black Friday se aproxima e a hora de se preparar é agora. O foco deste artigo que você leu foi oferecer ideias e práticas que não exigem muitas complicações para serem aplicadas, já que temos pouco tempo até a Black Friday.

Por isso, esperamos que este checklist tenha te ajudado. Se tiver alguma dúvida ou sugestão, adicione-a nos comentários. O seu feedback é muito importante para melhorarmos os nossos conteúdos.

E compartilhe este artigo com seus colegas de trabalho, para que eles também fiquem por dentro dos melhores rumos a serem tomados antes Black Friday e Cyber Monday! E aí? Vamos vender muito na Black Friday? #partiu

Comentários