Como atrair parceiros para o seu marketplace

As vendas em marketplaces tiveram aumento de 13% no primeiro semestre de 2019, número maior do que o aumento das vendas em todo o e-commerce, que cresceu 12% no mesmo período. O dado demonstra a importância desse segmento para todo o comércio eletrônico, o que abre oportunidade para empreendedores que estão pensando em investir na criação de um marketplace.

E um dos primeiros passos para a abertura de um negócio como esse é atrair os sellers, uma vez que é a partir desse processo que o marketplace pode começar, de fato, a fazer vendas, a atrair clientes e assim sucessivamente. Mas como, afinal, conquistar parceiros para o marketplace? Se essa é a sua dúvida, continue acompanhando o nosso artigo de hoje!

Como atrair sellers para marketplace

O primeiro passo para começar o processo de atração de sellers para marketplace é definir quem, de fato, você quer atrair. Ou seja, quem é a persona do seu negócio. São profissionais autônomos? Lojas em expansão? Comércios já consolidados? Estabelecer o perfil dos seus potenciais sellers é essencial para saber onde eles estão e como se comunicar corretamente e eficientemente com eles.

Essa avaliação deve ser profunda, isto é, não basta apenas ter em mente que você procura pequenos produtores de artesanato, por exemplo. É preciso detalhar mais esse perfil, pensando sobre a renda, o gênero, a idade, os hábitos, as necessidades, as preferências, entre outras características desse público que você deseja atrair.

Outra questão importante é entender onde está esse público que pode ser seu seller. Dependendo de quem são seus possíveis parceiros, você pode encontrá-los em grupos no Facebook ou em outras redes sociais. Já em outros casos, é preciso fazer uma busca em canais diferentes, como é o caso de indústrias (B2B), lojas e outros tipos de estabelecimentos. 

Ao definir essas duas coisas, você já está preparado para abordar os seus sellers. Antes disso, porém, ainda precisa definir o seu discurso de vendas. Esse discurso nada mais é que do que a união de todos os argumentos que você tem para convencer os seus possíveis sellers de que é realmente um bom negócio se associar ao seu marketplace.

Ele pode abranger diversos aspectos. O marketing, por exemplo, é um deles. Como gerenciar essas ações é uma das responsabilidades dos marketplaces, é interessante para os possíveis parceiros saber que você investe de forma adequada e eficiente em ações de comunicação para garantir ainda mais visibilidade para a sua empresa e, consequentemente, para os vendedores.

Outra coisa que pode fazer parte do seu discurso de vendas são as informações sobre a plataforma que você utiliza no seu negócio. Quanto mais segura, rápida e eficaz ela for, melhor para os sellers. Por isso, vale investir em uma boa plataforma de vendas e, além disso, evidenciar esse aspecto ao argumentar com os seus potenciais vendedores.

Nesse sentido, outra ferramenta que você pode ressaltar é o meio de pagamentos. Como os valores recebidos devem ser divididos entre os lojistas, conforme as vendas, é preciso que essa solução faça a divisão de forma correta e segura. Assim, se você conta com uma ferramenta eficiente como a do Moip, lembre-se de destacar isso ao falar com os seus potenciais sellers.

E por falar em pagamentos, a negociação sobre taxas e comissões também é muito importante nesse processo. Faça boas propostas e tenha cuidado para que elas não acabem deixando você no prejuízo ou não sejam atrativas o suficiente para os parceiros. Nesse caso, equilíbrio é fundamental para atrair e conquistar os seus novos sellers.

Por fim, reúna todos os dados sobre o seu marketplace que ajudem a demonstrar como ele pode ser valioso para a estratégia dos sellers. Número de visitantes e de vendas, dados sobre o tráfego no site, entre outras informações, são importantes para mostrar que o seu negócio pode ser um diferencial para a operação dos sellers. Já se você está começando agora, use suas projeções para isso.

Seja seletivo ao atrair selles para marketplace

Quanto mais sellers melhor para o seu marketplace, certo? Não necessariamente. É importante que você seja seletivo ao firmar essas parcerias. Às vezes, a busca desenfreada por vendedores para atrair clientes acaba fazendo com que você feche negócio com parceiros que não são estratégicos para o negócio, ou pior, que prejudiquem as suas operações.

Por isso, antes de fazer a prospecção com seus potenciais sellers, verifique se eles realmente se encaixam na sua persona, se são confiáveis, se mantêm operações seguras e eficientes e se vendem bons produtos ou serviços. Tudo isso faz com que o seu marketplace seja reconhecido pela qualidade, atraindo cada vez mais consumidores e vendedores.

E por falar em qualidade, você também precisa conhecer a solução de pagamentos do Moip para marketplaces. Ela conta com um split de pagamentos capaz de incorporar qualquer regra negociada entre o seu negócio e os lojistas, oferecendo mais facilidade, segurança e eficiência para o seu dia a dia.

Além disso, você pode gerenciar as suas vendas em um único local, o que promove praticidade na gestão financeira. O cadastro prático e rápido dos sellers e a conciliação financeira facilitada são outros benefícios dessa ferramenta que está inteiramente em acordo com a regulamentação.

Quer saber mais sobre a solução do Moip para marketplace? Acesse o nosso site e descubra tudo sobre esse meio de pagamentos que pode trazer ainda mais assertividade para a sua rotina!

Split de pagamento - Conheça as vantagens

Entenda o que é marketplace B2B e como isso funciona

Os benefícios de vender em um marketplace não são nenhuma novidade para as lojas virtuais, tanto é que, de acordo com o estudo E-commerce Radar 2018, 35% dos pedidos são realizados por meio desses canais no comércio eletrônico brasileiro. Agora, porém, outras empresas estão descobrindo as vantagens dessa plataforma com o crescimento do marketplace B2B no mercado nacional.

O que é marketplace B2B

Para entender o que é marketplace B2B, vamos detalhar os dois termos que compõem esse conceito: um marketplace atua como um shopping virtual, no qual várias empresas do mesmo segmento ou de diversos nichos diferentes oferecem seus produtos e serviços. Trata-se de uma opção com benefícios tanto para os lojistas como para os clientes, como veremos neste artigo.

Já o termo B2B tem origem na expressão do inglês business-to-business, que significa de empresa para empresa. Dessa forma, esse modelo de vendas não tem como foco o consumidor final, como ocorre nos negócios B2C (business-to-consumer), mas sim outras pessoas jurídicas que, por sua vez, podem fazer uso das soluções adquiridas internamente ou revendê-las aos seus próprios clientes.

Assim, um marketplace B2B reúne empresas que têm como público-alvo outras empresas. Trata-se de um segmento relativamente novo no Brasil, mas que tem tudo para crescer. Nos Estados Unidos, por exemplo, esse mercado teve um crescimento de 11% em 2018 em relação ao ano anterior e as vendas no mesmo período ultrapassaram US$ 1 trilhão

Lá, as transações no comércio eletrônico já representam 7,2% do total de vendas no comércio B2B. A tendência é que isso também ocorra no Brasil, trazendo bons resultados tanto para quem vende quanto para quem compra Aliás, segundo uma pesquisa da Forrest Research, o valor das transações no e-commerce B2B é três vezes maior que o das vendas no comércio eletrônico B2C. 

Os benefícios do marketplace para empresas

O marketplace B2B transforma o relacionamento entre empresas fornecedoras e clientes, trazendo benefícios para ambas as partes. Para quem tem uma indústria, um comércio ou uma prestadora de serviços, por exemplo, estar em um marketplace é ganhar visibilidade na internet, o que é essencial em segmentos competitivos, nos quais é preciso estar sempre à frente da concorrência.

Vender em uma plataforma como essa não exige um grande investimento e nem muito esforço com os cuidados rotineiros, principalmente depois do início das operações e da adaptação da equipe à plataforma. Os custos com a atração de clientes são otimizados, já que eles é que encontram as suas soluções na internet ― estar em um marketplace com bom tráfego é essencial nesse sentido.

Alguns marketplaces também oferecem ferramentas de cotação em que o comprador pode solicitar um orçamento para que as diversas empresas disponíveis na plataforma respondam e aumentem as oportunidades de fechar negócio. Ou seja, em um só canal, é possível divulgar soluções, atrair novos clientes, fazer vendas com facilidade e aumentar o faturamento da empresa.

E esses benefícios também valem para os compradores: com o acesso a uma plataforma que reúne fornecedores de diversos produtos, fica muito mais rápido, prático e simples procurar soluções, pedir cotações, selecionar parceiros e até mesmo negociar. Afinal, em um marketplace B2B, os preços são visíveis para todos, o que significa mais transparência e, por consequência, poder de barganha.

Outra vantagem para a equipe de compras é que é possível consultar os produtos a qualquer hora e em qualquer lugar, sem a necessidade de entrar em contato com um representante para fazer algum pedido. A facilidade de comparar preços, modelos e especificações entre as soluções de diferentes marcas é outro diferencial importante do marketplace para empresas.

Como vender em marketplace B2B

Se você deseja vender em marketplace B2B, a primeira coisa a fazer é buscar sites que podem ser interessantes para a sua empresa. É importante entender de que forma eles funcionam, se atuam em um nicho específico ou abrangem diversos segmentos, como é realizado o processo de adesão e que outros benefícios a plataforma oferece para os parceiros.

Geralmente, o processo para aderir a um marketplace é simples e rápido. Você cadastra os dados da empresa, aguarda a avaliação do marketplace e, se aprovado, começa a vender em pouco tempo. Os marketplaces costumam utilizar um meio de pagamento eficiente, que facilita o acompanhamento dos pedidos e a conciliação financeira, para que os parceiros tenham total controle das operações.

Em geral, vender em marketplace B2B não é uma atividade mais complexa do que vender por outros canais. No entanto, esse modelo tem particularidades que exigem cuidados. A gestão do estoque é um exemplo disso: as vendas entre empresas costumam envolver uma grande quantidade de itens e é essencial garantir que eles estejam disponíveis em estoque.

Caso contrário, pode haver atrasos na entrega, o que é extremamente prejudicial para os negócios, já que tempo é dinheiro. Sem contar que a imagem do marketplace, mas principalmente da empresa fornecedora, pode ficar arranhada com o cliente, fazendo com que ele não compre mais com você e, ainda, influencie outras pessoas com essa experiência negativa.

Por isso, utilize ferramentas que possibilitem o controle do estoque e que, de preferência, ofereçam integração com todos os canais. Dessa forma, se algo for vendido por representantes diretamente ao cliente, a baixa do produto será feita em todo o estoque e ele deixará de constar como disponível também no marketplace, evitando transtornos.

Outro processo que exige cuidado é a logística. No marketplace para empresas é muito comum que as transações incluam um grande volume de mercadorias ou que elas tenham dimensões maiores, o que exige mais atenção na entrega. Por isso, é indispensável contar com parceiros logísticos capazes de atuar com as características desse modelo de negócio e que garantam o cumprimento dos prazos.

O atendimento no marketplace B2B também requer atenção, embora ainda demande menos esforço e tempo do que nos canais de venda convencionais. Como o cliente tem a maioria das informações de que precisa na própria plataforma, o atendimento costuma ser mais utilizado para tirar dúvidas pontuais, pedir detalhes dos produtos ou mesmo negociar melhores condições.

Esse suporte precisa ser eficiente para que a transação seja concluída. Afinal, de nada adianta ter um bom preço e oferecer a mercadoria de que o comprador precisa se ele não sentir que pode confiar na sua empresa. Dessa forma, mantenha profissionais qualificados para prestar atendimento quando necessário, mesmo que a demanda seja menor do que em outros canais de venda.

Por fim, vale ressaltar que mesmo que o marketplace B2B no qual você vá vender tenha uma marca consolidada e reconhecida no mercado e invista em marketing, é importante que você continue fazendo investimentos nessa estratégia também. Com isso, é possível atrair ainda mais compradores e ganhar credibilidade com o seu público.

Meio de pagamento para marketplace é com a Wirecard

Se você quer vender em marketplace B2B ou mesmo criar uma plataforma como essa, é fundamental ter atenção ao meio de pagamento. Essa ferramenta tem um papel crucial nas vendas, pois é a partir dela que o site pode oferecer várias formas de pagamento, efetuar transações com segurança e fazer a divisão das comissões e taxas entre administração e sellers de forma correta.

E tudo isso você encontra no meio de pagamento para marketplace da Wirecard, que oferece split de pagamentos e uma conta digital para que os sellers possam controlar os pedidos e acompanhar todos os recebimentos com transparência. Acesse o nosso site para saber mais sobre essa solução e impulsionar os resultados do seu negócio!

Se você ficou com alguma dúvida sobre marketplace B2B ou quer compartilhar a sua opinião em relação ao assunto, deixe seu comentário aqui embaixo para conversarmos!