Por Igor Senra

*Artigo atualizado em 27/07/2017.

Os Marketplaces estão cada vez mais populares entre os consumidores, e conforme o tempo passa, esse modelo de negócio fica mais robusto e efetivo, dominando uma boa fatia do mercado de varejo online. Entre Setembro e Dezembro de 2016, o total de vendedores nos Marketplaces cresceu cerca de 24%, segundo os dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), mostrando que a adesão a esse tipo de negócio passa por um rápido crescimento.

Além de apresentar alto crescimento, os Marketplaces oferecem aos clientes uma experiência de compra mais satisfatória, devido a uma série de ferramentas disponíveis para ajudar o lojista nas vendas. O meio de pagamento integrado ao Marketplace é um dos possíveis determinantes da satisfação do varejista e do cliente durante a jornada de compras. Por isso, nesse post, vou te mostrar como o meio de pagamento pode atuar em conjunto com o Marketplace, melhorando a experiência de compra dos clientes com features específicas, como o split de pagamento.

Também vou falar sobre a “nova” Regulamentação de Marketplaces, proposta pelo Banco Central, e mostrarei como os Marketplaces podem se manter em conformidade à ela, utilizando uma solução de pagamentos adequada. Mas para ficarmos na mesma página, vou começar dando uma breve explicação sobre o que é marketplace. Vamos lá?

 

Para entender melhor a Regulamentação dos marketplaces, olha esse vídeo que o Moip preparou:

No dia 27 de julho de 2017, o Banco Central flexibilizou o prazo de adequação dos marketplaces às novas regras:

 

 

Perdido com a regulamentação? O Moip pode te ajudar!



O que é Marketplace?

Você com certeza já foi em algum shopping, certo? Seja para fazer compras ou assistir um filme que está em cartaz. Em um shopping, existem várias lojas, que atendem diferentes nichos de mercado, e que oferecem produtos a fim de atender demandas específicas.

Um Marketplace seria como esse shopping, mas no mundo online. Ou seja, consiste em um site em que diversos produtos, de diferentes lojas, são disponibilizados para os clientes em um mesmo ambiente online. Esse modelo de negócio tem ganhado o coração dos consumidores, principalmente por garantir à eles mais ofertas de produtos e (ou) serviços em um único lugar.

Regulamentação para Marketplaces

Recentemente, o presidente da ABComm, Maurício Salvador, comprovou isso quando afirmou que “os consumidores brasileiros do varejo online estão gradativamente preferindo comprar seus produtos em Marketplaces”, deixando claro que há uma imensa oportunidade de negócio nesses “shoppings virtuais”.

Mas, para “abocanhar” a maior fatia possível de clientes, não basta apenas ter um Marketplace que ofereça vários produtos, de vários fornecedores diferentes. É preciso pensar na experiência de compra que um cliente terá nesse ambiente virtual.

Uma experiência de compra satisfatória é estabelecida por diversos fatores, como o atendimento eficiente ao consumidor, entregas realizadas no prazo, uma boa experiência de navegação na loja, e um checkout fácil para o consumidor e completo para o lojista.

Para garantir essa experiência incrível, de ponta a ponta, no checkout dos Marketplaces, a melhor opção é utilizar o split de pagamentos. Além de melhorar a experiência do cliente, o uso do split mantém o Marketplace em conformidade com a “nova” regulamentação do Banco Central, que você entenderá melhor no tópico a seguir.

A “nova” Regulamentação para Marketplaces:

Na verdade, essa Regulamentação para Marketplaces não é exatamente nova. O que acontece é que o Banco Central trouxe uma interpretação à Circular 3.682 de 2013, que pode considerar alguns Marketplaces como intermediadores de pagamento. Portanto, alguns Marketplaces deverão integrar-se aos Arranjos de Pagamento para continuar suas operações. Mas se você não entendeu muito bem, fique tranquilo. Vou explicar brevemente o que é um intermediador de pagamento e o que são os Arranjos de Pagamento a seguir. Mas antes, confira o infográfico para entender melhor a regulação do Bacen para merketplaces.

Intermediador de pagamento:

Um intermediador de pagamento é uma instituição (empresa) que recebe e destina valores financeiros para outras empresas, fazendo assim o intermédio dos pagamentos. O Moip é um exemplo de intermediador de pagamento.

O Moip é o intermediador que vai te ajudar com a regulamentação!



Arranjos de Pagamentos:

Os Arranjos de Pagamento são um conjunto de regras e procedimentos necessários para prestar um determinado serviço de pagamento para alguma instituição. Portanto, todas as empresas que fazem algum tipo de intermédio de pagamento são integradas à esse Arranjo.

Então, se um Marketplace detém o dinheiro das compras e depois repassa ao lojista, ele é considerado um intermediador de pagamentos pelo Banco Central. E a maioria dos Marketplaces funcionam assim no Brasil. Mas se o Marketplace utiliza uma ferramenta de split de pagamento, o único dever dele é confirmar se o seu intermediador integrado está em conformidade com as normas do Banco Central.

Quando um Marketplace é considerado um intermediador, ele tem até o dia 28 de Setembro de 2018 para se adequar às diretrizes que foram propostas. Abaixo, eu coloquei em tópicos algumas demandas necessárias para um Marketplace estar adequado à Regulamentação:

  • Infraestrutura extra, como servidores e links de conexão;
  • Gerar, enviar e receber arquivos de acordo com as exigência da Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP);
  • Certificado Digital específico;
  • Banco para liquidação;
  • Gateway de pagamentos;
  • Contrato com todas as bandeiras de cartão;
  • Contrato com adquirente;
  • Conciliação Financeira;
  • E muito mais…

Como você pode imaginar, adequar-se a tudo isso não é algo tão simples, e quando eu disse que a ferramenta de split de pagamentos livra o lojista de uma infinidade de processos, era aqui que eu queria chegar.

Split de pagamento: o que é e como funciona?

O split de pagamentos é uma funcionalidade que permite que o consumidor efetue um único pagamento pela compra de produtos de diferentes vendedores, dentro de um Marketplace. No checkout da compra, o valor é dividido de acordo com a regra de transação configurada pelo Marketplace. Com o Split de Pagamentos do Moip, por exemplo, é possível realizar split para até 10 recebedores por transação.

Regulamentação para Marketplaces

O comprador fará apenas um pagamento no site, sabendo de quais vendedores realizou a compra. Assim, sua experiência de compra no Marketplace se assemelha a compra realizada em qualquer e-commerce, por exemplo.

Também é possível que um Marketplace opere sem o split de pagamentos de um intermediador, mas como você viu, a desvantagem disso está mais em alta do que nunca com essa “nova” Regulamentação para Marketplaces.

Por isso, com o intermediador de pagamentos adequado integrado ao Marketplace, fica muito mais fácil garantir que esses shoppings virtuais não sejam prejudicados, como você verá no próximo tópico.

Split de pagamento do Moip: a solução ideal para manter o Marketplace regulamentado ao Banco Central

O Moip, empresa pertencente ao grupo alemão Wirecard AG, líder global em tecnologias para pagamentos, é pioneiro em soluções de pagamento para Marketplaces em todo o Brasil. Empresas como a Elo7, Sympla e Enjoei utilizam o Split de Pagamentos do Moip, a melhor e mais madura solução para recebimento de pagamentos em Marketplaces.

Com a integração do split de pagamento do Moip, seu Marketplace não é considerado um intermediador de pagamento pelo Banco Central, já que o próprio Moip é encarregado de assumir a custódia de todos os valores transacionados dentro do site.

Portanto, integrando o Split de Pagamento do Moip, não há a necessidade dos Marketplaces seguirem as regras e procedimentos para fazerem parte dos Arranjos de Pagamento, mencionados anteriormente.

Esse split também oferece benefícios extras aos Marketplaces, como o aumento nas taxas de conversão, graças a facilidade que esse serviço proporciona no processo de checkout da compra. Além disso, essa ferramenta fornece um dashboard para os vendedores do Marketplace. Com esse dashboard, o vendedor sabe quem está fazendo a compra, podendo controlar seu estoque com muita facilidade.

Pré autorização de pagamento:

Além de oferecer a melhor ferramenta para split de pagamento do mercado, com as ferramentas de checkout transparente e compra por um clique integradas, a solução do Moip para Marketplaces também permite que o lojista faça a pré-autorização dos pagamentos. Com ela, é possível pré-autorizar o débito no cartão, reservando o valor de uma compra por até 5 dias.

Agende uma conversa conosco!

Então aproveite para conversar com a melhor solução para Marketplaces do mercado. O Moip é um serviço que há quase 10 anos busca facilitar processos, oferecendo um serviço de pagamentos inteligente e seguro.

Agende um papo com os nossos consultores. Eles irão te auxiliar com todas as informações que você precisar sobre a nova Regulamentação para Marketplaces e como o seu Marketplace pode se adequar às normas sem comprometer sua margem de lucro.

Preencha os campos para falar com nossos consultores:



Comentários