Por Mac Giovanni

Não importa se você está no trabalho, no trânsito, na rua, na chuva ou na fazenda: hoje em dia, as chances de estar com o celular bem ao lado são enormes, certo? E é essa nossa intimidade com o uso dos aparelhos mobile que tem causado uma grande mudança na forma com que resolvemos fazer (ou não) uma determinada compra. Agora não são mais os comerciais ou as inserções em programas de TV que nos fazem querer ou não um produto. Chegou a vez dos pequenos momentos (ou micro moments) despertarem essa vontade!

Quer saber o que são esses micro moments e como seu e-commerce pode faturar (e muito) com eles? Então confira agora mesmo este post especial que fizemos sobre o assunto!

O que são os micro moments?

Para começar o assunto, nada melhor que entender de cara o que são, afinal, esses micro moments, certo? E não se preocupe se você não tiver nem ideia do que estamos falando, porque esse termo não é nada antigo — até mesmo o próprio Google começou a se referir a ele só de 2014 para cá. Então vamos lá: os micro moments podem ser entendidos como aqueles pequenos momentos em que uma tomada de decisão acontece — como quando você olha para uma camisa bacana de alguém na rua e resolve procurar por uma igual na internet ou quando vê no aplicativo que o trânsito de volta para casa está um caos e resolve parar no bar mais próximo para fazer uma horinha em vez de encarar o ônibus lotado. E esses momentos podem ser separados em 4 tipos diferentes:

Saber

Quando procuramos uma informação para satisfazer uma curiosidade, seja a respeito do nome de um ator que apareceu durante a série que acabamos de assistir ou onde é possível encontrar a tal camisa que citamos como exemplo agora há pouco.

Fazer

Como fazer uma panqueca de carne moída? Como otimizar o checkout no meu e-commerce? Com os celulares sempre em mãos, hoje é possível procurar pelas respostas dessas perguntas em questão de segundos! E tem muita gente querendo aprender a fazer alguma coisa, viu? Segundo o próprio YouTube, esse tipo de pesquisa (como fazer) é uma das mais recorrentes na plataforma de streaming.

Comprar

Grande parte das buscas realizadas por aparelhos móveis atrás de um determinado produto acontece quando o usuário se encontra dentro da loja, sabia? Ou seja: muitas vezes, essas pessoas estão comparando um preço ou procurando saber mais informações para determinar se levam ou não alguma mercadoria para casa naquele exato instante.

Ir

Entre 2014 e 2015, as buscas por próximo a mim cresceram mais de 55% tanto no Google quanto nas redes sociais. E essa alta obviamente foi potencializada pelo crescimento do número de pessoas usando aparelhos móveis com acesso à internet. Nesse caso, o bar que aparece em primeiro lugar e com os melhores preços provavelmente é o que o atrairá se quiser fazer uma horinha enquanto espera o trânsito acalmar.

E caso você ainda não tenha percebido, existe uma ferramenta que pode ser extremamente útil para fazer com que uma loja virtual se dê bem com esse tipo de decisão realizada em micro moments:blog.

Qual a relação dos blogs com os micro moments?

Imagine que alguém esteja procurando por uma maneira de fazer com o que a Netflix rode em sua TV da sala. Se você for um vendedor de eletroeletrônicos, tem 2 maneiras de tentar se aproveitar desse tipo de dúvida para realizar uma venda:

  1. Ter uma página de produto em que, na descrição da Smart TV, diga que o aparelho já vem com o aplicativo da Netflix instalado;
  2. Ter um blog com várias dicas de como rodar o serviço de streaming diretamente na TV — por meio de um Chromecast, ligando o notebook na TV ou comprando um aparelho que já venha com o app instalado.

Não é preciso ser vidente para imaginar que a opção número 2 é a que tem mais chances de resolver o problema do usuário, não concorda? Assim, como foi sua empresa que resolveu o caso, existe uma chance maior de acabar conquistando esse possível cliente de modo a, futuramente, realizar a venda de um produto (talvez a mesma Smart TV) para ele.

Mas é claro que essa solução dos blogs só serve para metade dos tipos de micro moments que falamos logo acima (saber e fazer). Para a outra metade (comprar e ir), é necessário que o e-commerce esteja preparado não apenas para atender às necessidades da pessoa como também para funcionar corretamente onde é preciso.

Como preparar sua loja para o momento certo?

Então você descobriu que as tomadas de decisão hoje em dia acontecem rapidamente graças ao crescente número de usuários de smartphones, correto? Mas então como preparar seu e-commerce para lidar com essa demanda? Como prepará-lo para funcionar nesses micro moments? Veja como é simples:

Seja mobile

Essa parte parece bem óbvia, mas não custa nada lembrar: é preciso, antes de mais nada, ter um site responsivo, daqueles que funcionam corretamente tanto nos computadores quanto nos celulares. Sem isso, é praticamente impossível que um usuário mobile chegue até sua página corretamente.

Antecipe movimentos

Já parou para pensar em que tipo de busca realizada na web pode levar até sua loja? Pois além de falar de seus produtos, quando pensamos nos 4 tipos de micro moments, entendemos que também é preciso falar diretamente para usuários regionais (que procuram algo perto da sua loja física, caso tenha) ou apenas para quem está procurando uma dica e pode vir a se tornar um lead. Para isso, é bastante importante ter uma seleção de páginas bem otimizadas e, claro, o já citado blog.

Seja útil

Tenha sempre em mente que todo micro momento gira em torno de uma busca por algo útil. Afinal, quem procura por uma informação no celular não quer perder muito tempo. Por isso, vá direto ao ponto e só tente entregar uma solução para o usuário se você realmente a tiver em mãos — seja um produto no estoque, uma promoção de última hora ou uma resposta para qual é a melhor maneira de arrumar a bateria do carro.

Como você pôde ver por aqui, de pequenos esses micro moments não têm nada! Na verdade, são bastante importantes para o sucesso de uma loja virtual hoje em dia. Não se esqueça, portanto, de sua importância para o negócio e prepare seu e-commerce! Ah, e se você curtiu este post, aproveite para conferir também nossa explicação sobre como o UX pode aumentar as conversões do e-commerce!

Comentários