Por Regiane Monteiro

Já parou para analisar que o boca a boca não só é a forma mais antiga de marketing que existe como também é a mais eficiente? Afinal, não há maneira melhor de ganhar a atenção de alguém do que por meio de outra pessoa já de sua confiança, não concorda? Pense bem: você prefere receber uma recomendação de um amigo ou de um completo desconhecido? Pois foi com isso em mente que resolvemos abordar, no post de hoje, o marketing de referência. Pronto para saber como ele pode ajudar seu e-commerce a ganhar mais clientes? Então acompanhe:

O que é marketing de referência?

A ideia por trás do marketing de referência é bem simples: encontrar quem é favorável a sua loja (normalmente clientes leais, satisfeitos com o serviço recebido)  e está disposto a recomendá-la a outros, como amigos e conhecidos. Quando bem aplicada, essa estratégia pode gerar uma enorme divulgação, consequentemente resultando em mais clientes.

Que poder têm as indicações?

As indicações têm um impressionante poder de influência no momento decisivo da jornada de compra dos consumidores. E isso tanto é verdade que são muitos os exemplos de empresas de peso que fazem uso do marketing de referência com excelentes resultados, pois souberam encaixar bem as indicações em seus nichos de mercado, engajando os consumidores a participar.

A Starbucks, por exemplo, aproveitou sua comunidade apaixonada de clientes e desenvolveu um site onde eles podem dar ideias de novos produtos, de melhorias na experiência de consumo e até de iniciativas sociais da empresa. Com isso, os clientes se sentem um pouco donos do negócio, ficando bem mais propensos a indicá-lo a seus contatos.

Como usar a estratégia no e-commerce?

Como existem diferentes maneiras de implementar uma boa estratégia nesse setor e o tipo de negócio influencia bastante, é importante seguir algumas boas práticas antes de pedir por indicações e recomendações. Veja quais são elas:

Promova adequadamente seu programa de referências

Em primeiro lugar, a verdade é que ninguém sequer ficará sabendo dos benefícios de estar no programa de referências da sua loja se você não promovê-lo corretamente. Isso pode ser feito ao colocar chamadas nas redes sociais e na página inicial do seu site, por exemplo. Além disso, crie uma landing page dedicada a explicar como a iniciativa funciona e por que aderir é uma boa decisão. Certifique-se, aí, de deixar bem claro os incentivos a fim de motivar os clientes a participarem.

Ofereça incentivos que sejam realmente atrativos

Por se tratar de um e-commerce, provavelmente a primeira ideia de incentivo que passará por sua cabeça será oferecer descontos, certo? Mas não precisa ser assim. Inclusive, essa nem sempre é a melhor saída. De acordo com um estudo da Universidade de Chicago, incentivos não relacionados a dinheiro são 24% mais efetivos! Levando isso em conta, pense em soluções criativas que envolvam seu público, como prêmios exclusivos e experiências interessantes relacionadas a seu nicho.

Torne o compartilhamento o mais simples possível

De acordo com uma pesquisa da Wharton School of Business, 83% dos clientes satisfeitos está disposto a indicar produtos e serviços, mas apenas 29% realmente o fazem. Essa diferença mostra o quanto é importante que a ação de compartilhar seja fácil, eliminando possíveis barreiras para que o consumidor realmente participe.

Percebeu como o marketing de referência não é só um recurso útil para conquistar e fidelizar clientes, indo muito além de pedir indicações e oferecer descontos? Seguindo essas dicas e montando um programa estruturado, sua loja logo terá uma base leal de consumidores e verá os lucros crescerem bastante.

E então, gostou de aprender sobre o marketing de referência para e-commerce? Então divida esse conhecimento com seus amigos: compartilhe este post nas suas redes sociais favoritas!

marketing digital para empreendedores

Comentários