Por Leonardo Ramos

Fazer a integração do seu e-commerce aos grandes marketplaces do mercado pode ser uma excelente estratégia para aumentar o alcance da sua loja virtual. Isso porque esses sites são responsáveis pelos investimentos em marketing e geração de tráfego.

Ou seja, além de garantir presença em mais um canal digital, o dono do e-commerce economiza verba em anúncios de mídia paga, como Google Adwords ou Facebook Ads, já que o próprio marketplace fará isso por ele.

E além desse fator primordial (e muito benéfico), o modelo marketplace apresenta um crescimento exponencial no mercado de varejo online. Tanto é que grandes e-commerces, como a Netshoes e Magazine Luiza, por exemplo, decidiram reestruturar seus sites no formato de marketplace.

Mas tudo bem. Até aqui você já deve ter percebido que fazer uma integração do seu e-commerce a um marketplace é uma boa ideia para ampliar o potencial de vendas. Mas a questão não se limita apenas a esse ponto. Separamos a seguir mais três benefícios de vender em um marketplace:

Junte-se a milhares de empreendedores. Assine nossa newsletter!



Benefício número #1: Diversidade de públicos e expansão do nicho

Como você já deve saber, dentro de um marketplace existem várias lojas de segmentos diferentes que, consequentemente, atingem a públicos diferentes. Isso significa que o volume de acessos no site costuma ser maior, já que abarca mais interesses de compra em um só lugar.

Logo, se você quiser expandir seu mix de produtos ou atingir novos públicos, vender no marketplace pode ser uma boa opção.

Benefício número #2: menos preocupações com a infraestrutura do site

Quando um empreendedor decide iniciar uma loja virtual, as dúvidas mais comuns que surgem no processo envolvem: plataforma, pagamento online e logística no e-commerce. (Você provavelmente teve dificuldade em um desses três pontos, não é verdade?)

O lado bom de fazer uma integração com marketplaces é que você não precisa se preocupar com esses pontos, já que a grande maioria dos shoppings virtuais possuem essas ferramentas aplicadas no site.

Benefício número #3: pode ajudar no SEO do seu e-commerce:

Como falamos no início, a integração com marketplaces proporcionará mais visibilidade para o seu e-commerce, sendo também um outro benefício de vender em marketplace.

Com o aumento da visibilidade da sua loja, existe uma grande chance de aumentar a procura por ela nos mecanismos de busca, como o Google.

Então, quanto mais pessoas pesquisam pela loja no Google, o buscador “entende” que ela é relevante. Quanto mais relevante um site for, melhores serão seus resultados nas pesquisas orgânicas, sendo extremamente positivo para o SEO da loja virtual.

Como fazer a integração com marketplaces?

Até aqui, apresentamos vários argumentos favoráveis sobre a integração de e-commerces a marketplaces. Isso porque acreditamos que essa é uma ótima alternativa para os lojistas que estudam maneiras de ampliar seus negócios, seja no alcance de marketing ou nicho de atuação.

Mas o ponto mais importante desse texto é como fazer a integração com o marketplace. Por isso, apresentaremos a seguir um passo-a-passo para fazer a integração do seu e-commerce em um marketplace:

Estude o alcance e público do marketplace antes de integrar:

Vamos começar pelo básico do básico, ok? Antes de de fazer a sua integração marketplace, recomendamos fortemente que você se faça as seguintes perguntas:

  • O público que pretendo atingir está nesse marketplace?
  • Esse marketplace é relevante, ou seja, tem um bom volume de acessos?
  • Quais serão os principais produtos do estoque que venderei nesse marketplace?

Essas 3 perguntas te ajudarão a definir se vale a pena, ou não, vender em um determinado marketplace, seja lá quantos você decidir integrar.

Lembre-se que a intenção é ser visível para as pessoas certas, que podem desenvolver um interesse de compra dos seus produtos. Integrar em um marketplace que não atinja um público qualificado pode ser um grande desperdício de tempo e dinheiro.

Verifique se a sua plataforma possibilita a integração com marketplace:

Algumas plataformas de e-commerce disponíveis no mercado possuem um sistema de integração disponível. Muitas delas cobram para fazer essa integração, enquanto outras disponibilizam essa funcionalidade sem custos adicionais.

O melhor a se fazer é entrar em contato com o serviço de plataforma que você utiliza para entender como funciona a integração com marketplaces, e quais serão os custos adicionais para isso, se houver.

Integrando internamente:

Se a sua loja foi construída por desenvolvimento próprio, converse com o desenvolvedor do site para que ele estude as API´s do marketplace que você quer integrar.

A grande maioria dos maiores marketplaces do Brasil disponibilizam um guia para desenvolvedores, que apresenta todas as documentações e processos para fazer essa integração.

Procure empresas especializadas em integrações de e-commerces com marketplaces

Essa é uma outra possibilidade que você pode explorar para vender no marketplace. Existem algumas empresas especializadas em cuidar de todo o processo de integração.

E assim como em qualquer contratação de serviços, sugerimos que você as pesquise e entenda qual delas pode atender melhor a necessidade do seu negócio.

Mas para facilitar o seu processo de pesquisa, listamos a seguir algumas empresas que te ajudarão a fazer a integração com marketplaces:

  • AnyMarket: A AnyMarket é uma empresa especializada em fazer a integração com marketplaces. A solução já está integrada com vários marketplaces, plataformas de e-commerce e ERP´s, e estão sempre desenvolvendo novas integrações.
  • Plugg.to: A Plugg.to é um hub de integração marketplace que permite o lojista integrar seu e-commerce com facilidade em qualquer shopping virtual, plataforma de e-commerce ou ERP.
  • Hub2b: Essa empresa é especializada na integração com diversos marketplaces do mercado. A Hub2b permite que o lojista administre todos os seus produtos disponíveis em cada marketplace integrado em um único painel. Além disso, possibilita a alteração de preços em cada marketplace, sendo muito benéfico na hora de competir com a concorrência desses canais.
  • Bling: O Bling é um ERP que se conecta de forma ágil e simples com dezenas de marketplaces. Com essa solução, você pode captar todos os pedidos vindos do marketplace de forma automática, incluindo os dados dos clientes e os produtos comprados. Esse ERP também permite que você agilize sua operação e atendimento ao consumidor, possibilitando a emissão de Notas Fiscais e etiquetas sem a necessidade de redigitação.
  • SkyHub: A SkyHub é uma plataforma de integração marketplace que gerencia as informações dos produtos, cuida dos dados de entrega, administra todos os pedidos e gera relatórios inteligentes. O serviço da Skyhub concentra a gestão do seu e-commerce integrado no marketplace em uma única ferramenta, diminuindo o trabalho operacional e minimizando erros.

Essas foram algumas opções de empresas especializadas na integração marketplace. Existem outras disponíveis no mercado, por isso, recomendamos que você estude a opção que melhor se adequa ao seu bolso e às particularidades do seu negócio.

No próximo tópico, você conhecerá a história de uma empresa que obteve um crescimento exponencial de 100% em vendas após fazer a integração com marketplace.

Ezconet: empresa que obteve crescimento de 100% em vendas com um integrador marketplace

Dobre o seu faturamento com as nossas dicas infalíveis!



Acreditamos que uma das melhores formas de finalizar nossos artigos é apresentando histórias de sucesso de algumas empresas. Por isso, abordamos o caso da Ezconet.

Essa empresa de tecnologia, logística e distribuição de produtos (brinquedos, eletroportáteis, celulares e eletrônicos) estudava possibilidades para fazer uma integração marketplace, com um sistema de pagamento adequado. A Ezconet optou por contratar os serviços de uma empresa especializada em integrações.

Freddy Marcos, Diretor de Operações da Ezconet, afirma que o investimento por pedido no uso do serviço de integração representava menos de 0,5% do ticket médio do e-commerce. Segundo ele, “o principal ganho com a integração em marketplaces foi a expansão da receita graças às vendas vindas do marketplace integrado.”

Além disso, Freddy afirmou que a empresa “enfrentou dificuldades em relação ao fluxo de informações em alguns marketplaces, mas o bom atendimento da empresa responsável pela integração facilitou o processo. Após a integração, a Ezconet obteve um crescimento de 100% em vendas no segmento de e-commerce.

integração - marketplace

Pronto para fazer uma integração marketplace?

Vender em marketplace ajudará a ampliar o potencial de vendas do seu e-commerce. Mas vale lembrar que todo processo de integração, seja qual for, não pode ser feito do dia para a noite.

Se você utiliza alguma plataforma de e-commerce, precisará entrar em contato com o suporte e estudar todos os processos para fazer a integração. Se decidir integrar internamente, o desenvolvedor do seu site terá que estudar a documentação para implementá-la corretamente.

E se a sua opção for contratar um serviço especializado, é bom lembrar que haverá custos envolvidos. O foco dos nossos artigos é oferecer os conhecimentos necessários para que você os aplique de acordo com a realidade do seu negócio.

Caso queira receber conteúdos exclusivos como esse, assine nossa newsletter! Toda semana temos novos artigos no Blog do Moip para compartilhar com você.

[easy-social-share buttons="facebook,twitter,google,linkedin" counters=1 style="button" point_type="simple" url="https://moip.com.br/blog/integracao-marketplace/" text="Como uma integração com marketplaces pode salvar as vendas do seu e-commerce?"]

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *