Por laercionicolau

Por mais que muitos brasileiros sonhem em se tornar empreendedores, um detalhe costuma incomodar na hora de gerir o próprio e-commerce: a gestão de finanças. Enquanto as vendas normalmente pareçam chegar sem tantas dificuldades, não é raro que o empreendedor se descuide do controle financeiro, tendo uma surpresa nada agradável quando retoma as rédeas do empreendimento e verifica que esse setor não está tão bom assim.

Mas atenção: você não precisa ter o melhor dos controles financeiros para entender que alguns indícios podem revelar como anda o desempenho do seu e-commerce. Então não perca mais tempo! Mantenha olhos e ouvidos bem abertos ao conferir nossas dicas!

Vendas estagnadas

Sabe quando você consulta seu dashboard de controle e vê que as vendas não aumentaram nada em relação ao mês passado? E, na verdade, nota que essa tendência vem se repetindo mês a mês? Para quem vem tendo que lidar com um momento de crise econômica no país, pode até parecer positivo o fato de as vendas não terem despencado. Mas é preciso tomar cuidado, uma vez que o dinheiro perde valor ao longo do tempo.

As flutuações do dólar, o aumento de juros e impostos e o estoque parado simplesmente corroem o valor do dinheiro, fazendo com que, a médio e longo prazos, a rentabilidade também desça água abaixo. Então anote aí: quando você não consegue transformar seu investimento em retorno real para seu e-commerce, fique em alerta.

Estoque parado

E já que mencionamos o estoque, podemos adiantar que outro indício de que a gestão de finanças do seu e-commerce não anda bem é traduzido em estoque parado. Lembre-se, afinal, de que o estoque nada mais é que dinheiro investido. Faz parte, portanto, do capital de giro do seu e-commerce. E quando o capital de giro fica imobilizado, você automaticamente perde faturamento.

Isso se contar que, além de ter uma grande quantidade de dinheiro parada, você ainda tem que manter a infraestrutura adequada para a armazenagem desses produtos, bem como uma equipe para fazer a manutenção do estoque e um sistema de gestão em funcionamento. E tudo isso custa ainda mais dinheiro, comprometendo seu financeiro.

Chargeback alto

Já falamos bastante a respeito do chargeback aqui no blog e de como ele pode comprometer a gestão das suas finanças, mas nunca é demais relembrar. Não tem mistério nenhum: quando o índice de cancelamentos de compras e devoluções é alto, você sai no prejuízo.

Nesse cenário, tanto no processamento das devoluções de valores quanto na projeção dos recebíveis que não chegam, você acaba arcando com despesas inesperadas. E isso pode, aos poucos, minar gravemente suas finanças. Se você gostaria de aprender mais sobre chargeback, baixe o nosso e-book gratuito clicando no banner abaixo!

como-vender-mais-cta

Fluxo de caixa negativo

Consequência de um chargeback alto ou não, o fluxo de caixa negativo é outro indício de que a gestão de finanças não anda bem no seu e-commerce. Fechar o mês sempre com as contas mais altas que os ganhos reflete uma má administração financeira ou ainda outros problemas, como precificação equivocada, metas de venda não atendidas, processos onerosos e assim por diante.

Procure identificar onde exatamente o fluxo de caixa deixa de ficar positivo, em que época do mês ou após o pagamento de qual despesa. Afinal, reconhecer os problemas é o primeiro passo para eventualmente eliminá-los.

Nível de endividamento

O nível de endividamento diz o quanto você é dependente de capital de terceiros para manter seu e-commerce em funcionamento. Para calculá-lo, você deve dividir o passivo do seu e-commerce (contas a pagar, dívidas, financiamentos e afins) pelo ativo (saldos em caixa e bancos, contas a receber e similares).

A lógica de análise é bastante simples: quanto maior é o índice de endividamento, maior também é sua dependência de capital alheio para fazer com que as contas fechem no fim do mês. E esse definitivamente não é um bom sinal.

Nossa lista já é grande e, para complicar, não para por aí! Confira outros erros que você não pode cometer na gestão de finanças e melhore seu planejamento agora mesmo!

 

Comentários