Por Marcos Moura

A jornada do empreendedor nem sempre (ou quase nunca) é simples. O ato de empreender é desafiador e esses desafios levam a cerca de 80% dos e-commerces a fecharem as portas antes dos 18 meses de vida. Sim, o número é assustador.Mas mesmo com esse dado impressionante, o setor não para de crescer, só em 2017 o crescimento foi de 12%,e a perspectiva de crescimento em 2018 é de 15%.

Marketing: o calcanhar de Aquiles dos novos negócios:

Sua página pode ser bonita, bem construída e oferecer produtos interessantes e inovadores. Se você não é visto ou não é encontrado nas pesquisas, não vende. Talvez o Marketing não seja a alma do negócio, mas é o que faz brilhar os olhos do seu cliente, e esses sim são janelas para o seu sucesso.

Para você ter uma ideia, 106 milhões de pessoas (boa parte da população brasileira) utiliza a internet em alguma etapa do processo de compra. A maior parte das pesquisas ocorrem no pré e no pós-venda, e mais de 65% das pesquisas são realizadas no Google e em redes sociais.

Para que o seu e-commerce tenha um marketing bem estruturado, você deve focar seus esforços em três pontos:

  • Construa o seu site com base em SEOEssa dica é super importante, pois se você usa corretamente as dicas de SEO, ou Otimização para Buscas, pode fazer com que seu site ganhe destaque orgânico no Google, ou seja, ele aparecerá primeiro nas pesquisas e será encontrado mais facilmente.
  • Crie conteúdo relevante para o seu público alvo – Hoje em dia, o consumidor quer que você seja mais do que uma marca, ele busca um relacionamento que pode ser construído por meio de conteúdos relevantes. Então, invista no conteúdo e crie conexão com sua persona. Leia o nosso texto “As melhores práticas de Marketing de Conteúdo para e-commerces” e saiba mais sobre como funciona o Inbound Marketing.
  • Faça publicidade – É necessário que, no seu planejamento, você reserve parte do seu dinheiro para investir em campanhas pagas no Google e nas redes sociais. Conforme falamos anteriormente, 65% dos brasileiros que passam pela internet em algum ponto do fluxo de compra são focados nesses canais. E você com certeza quer morder uma parte desse montante, não deixe de investir nesses canais.

Junte-se a milhares de empreendedores. Assine nossa newsletter!



O perigo mora no caixa, ou melhor: No Fluxo do Caixa:

Segundo o Sebrae, 50% dos pequenos empresários brasileiros não sabe dizer se têm lucro ou prejuízo em seus negócios. Esse dado esclarece que grande parte das empresas fecham por falta de uma gestão de recebíveis adequada…

O fluxo de caixa serve para controlar sua movimentação financeira, registrando toda a entrada e saída de dinheiro. É importante que você tenha ferramentas que ajudem a controlar todas as movimentações do seu negócio: vendas, chargebacks, pagamento de salários e fornecedores, aplicações, empréstimos bancários. Sem essas informações em mãos, o seu negócio estará às cegas e completamente vulnerável a falência.

planilha modelo fluxo de caixa

Os ERPs são uma boa saída para quem tem pouca experiência e precisa de ajuda na gestão do negócio. São softwares que integram dados e processos de sua organização em um sistema único. Além disso, você pode utilizar a API de Conciliação Financeira do Moip, que oferece benefícios como: conferência de taxas de serviço, avisos de cancelamentos, controle de fraudes (Chargebacks) e antecipações de recebíveis, além de otimizar o seu tempo.

Empréstimos nem sempre são uma boa saída:

Outro erro comum entre os empreendedores digitais, é a solicitação de empréstimos bancários para demandas pontuais: Como a compra de materiais para épocas sazonais pertinentes ao seu negócio ou pagamento de fornecedores. O grande mal dos empréstimos bancários é o alto custo dos juros aplicados e a falta de flexibilidade para a solicitação e pagamento dos valores adquiridos.

Uma saída para os empreendedores que possuem o Moip como meio de pagamento online é a possibilidade de realizar antecipações imediatas de recebíveis, e tudo isso acontece sem a necessidade de contato ou direcionamento de um gerente de contas. O cliente pode solicitar a antecipação diretamente na Conta Moip, de maneira self-service.

O sistema escolhe dentre as transações futuras aquelas que estão mais próximas do pagamento, fazendo com que você tenha sempre a opção mais barata. Com isso você pode comparecer com seus compromissos financeiros pontuais pagando uma taxa bem menor do que seria caso fizesse um empréstimos bancário. Também existe a facilidade de demandar esse serviço de acordo com as suas necessidades.

Planeje o seu negócio:

Muitos se aventuram em empreender pela internet, pois acreditam ser um meio simples e fácil de se conseguir vendas, mas acabam por ignorar todos esses detalhes técnicos que podem definir o sucesso ou o fracasso do seu negócio. Segundo estudo realizado pelo IBMEC São Paulo e SEBRAE a probabilidade de fechamento de um negócio que teve o seu planejamento realizado em até cinco meses é maior do que naqueles que investirem mais de um ano para a concretização da sua idéia. Por isso é essencial que antes de empreender, você busque capacitação e experiência que pode ser útil na antecipação de problemas e na inclusão do negócio.

Falta de Foco e vendas pouco nichadas:

Outro grande problema de quem vende online é a falta de nicho dos produtos, muitos lojistas abrem uma loja virtual e tentam “vender de tudo”, e essa estratégia não funciona para quem tem uma loja de pequeno porte. A tendência do mercado é se concentrar em nichos de mercado, pois dessa maneira você não encara uma competição com os grandes varejistas e as oportunidades de nicho costumam ser bem rentáveis, visto que qualquer pequena fatia de mercado representa milhões de reais.

Conclusão:

Não se deve entrar no mercado digital achando que é mais fácil que no mundo físico. Os desafios no e-commerce são enormes e é necessário muita técnica para administrar com sucesso uma loja na internet. Para isso acontecer é necessário que você entenda de estratégia de marketing e saiba o mínimo de planejamento e finanças para gestão, tendo isso, a chance de sucesso é grande, pois o mercado cresce a cada ano e movimenta bilhões de reais.

[easy-social-share buttons="facebook,twitter,google,linkedin" counters=1 style="button" point_type="simple" url="https://moip.com.br/blog/falencia-dos-e-commerces/" text="Por que 80% dos e-commerces abrem falência antes de 18 meses?"]

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *