Por Mac Giovanni

O que acha melhor: investir em algo que todo mundo já conhece ou apostar naquilo que apenas poucas pessoas sabem o que é? É exatamente essa a resposta que muitos profissionais de estatística tentam encontrar desde a década de 1940! No entanto, com a popularização da web e o sucesso de determinadas teorias — como a da cauda longa, do jornalista Chris Anderson —, parece que a resposta está finalmente ficando mais clara, principalmente para os empreendedores que investem no chamado e-commerce de nicho.

Mas será que realmente existem vantagens em se apostar nesse tipo de público? Como você pode fazer para encontrar o nicho ideal? Já temos casos de sucesso de e-commerce de nicho no Brasil? Pois responderemos a essas e outras perguntas no post de hoje. Curioso para saber as respostas? Então vamos lá!

e-commerce de nicho

Analisando o mercado de nicho

Lançado em 2004, o artigo The Long Tail (ou a cauda longa) talvez seja um dos textos mais importantes do mercado digital publicados até hoje. Chris Anderson, o autor, fala sobre como os negócios de nicho — lojas especializadas apenas em bolos, e-commerces de produtos dos anos 1960 e até marcas voltadas para fãs da cultura japonesa — têm se tornado cada vez mais lucrativos e populares. Tudo isso se deve ao poderoso alcance da internet, responsável por facilitar o encontro de interessados em determinado tipo de produto ou serviço.

Mas por que apostar em um determinado nicho é tão vantajoso? Primeiramente porque dessa forma fica bem mais fácil encontrar um terreno livre, com menos (ou mesmo nenhuma) concorrência. Outro motivo para apostar no e-commerce de nicho é porque assim fica mais fácil conhecer a fundo um determinado público, já que é muito mais direcionado que aquele dos produtos e serviços populares. O detalhe é que encontrar o nicho ideal não é nada fácil.

Encontrando seu nicho específico 

Lá em 2004, quando Anderson escreveu seu famoso artigo, nem sequer existia Facebook ou YouTube e a população digital da internet contava com pouco mais de 900 milhões de usuários. Hoje, o cenário é bem diferente. Já passamos de 3 bilhões de internautas e o que mais existe por aí são redes sociais! Consequentemente, a variedade de pessoas e negócios online é bem maior. Por isso é que encontrar um nicho que ainda não tenha sido explorado é uma tarefa cada vez mais complicada.

Mas isso não quer dizer que seja impossível tentar achá-lo ou que você não deva apostar em um que ainda é pouco conhecido, viu? Só que, para que isso dê certo, é preciso seguir algumas dicas, como:

  • Procure trabalhar com algo de que realmente goste, que conheça mais a fundo;
  • Busque, com sua escolha, resolver o problema de um certo grupo de pessoas;
  • Confira se já existe algo parecido na internet — e se você pode fazer melhor;
  • Tente direcionar as ideias para fora da sua bolha social;
  • Pense em algo que possa atender sua região.

Aprendendo com cases de sucesso

Se está pensando em se aventurar no e-commerce de nicho, uma boa pedida é observar quem já deu certo, não acha? Por isso é que resolvemos separar aqui alguns ótimos exemplos. Veja só:

Chica Bolacha

Se até alguns anos atrás encontrar roupas plus size no Brasil não era tarefa simples, hoje a tarefa ficou bem mais fácil. E é com isso em mente que lojas como a Chica Bolacha estão se tornando cada vez mais lucrativas e importantes para um determinado segmento de mercado.

Galápagos Jogos

Sem essa de Banco Imobiliário! Hoje quem curte jogos de tabuleiro conta com várias opções que até bem pouco tempo nem pensavam em dar as caras por aqui. Tudo graças a empresas como a Galápagos Jogos.

Organomix

Mora no Rio ou em São Paulo e não quer comer apenas frutas e legumes recheados de agrotóxicos? Pois o Organomix é uma espécie de supermercado virtual que vende apenas produtos orgânicos e já fatura na casa dos milhões anualmente.

Viu só como é possível lucrar bastante com um e-commerce de nicho? Se gostou da ideia, então não perca mais tempo! Procure aquele tema que você domina bem, abra sua loja virtual e corra para faturar! Aproveite e nos conte aqui o que você achou desse mercado!

Comentários

  • É isso! Trabalho com Roupas para Amamentar. Quando fazemos o que ninguém (ou quase ninguém) faz, conseguimos driblar a crise!
    Qdo comecei ninguém fazia!!
    A marca cresce a cada dia! 🙂
    Hoje tenho mais de 30 opções de modelos para as mães que amamentam e tem mais por vir! Instagram @borboletaroupas