Por Regiane Monteiro

É comum ao pensarmos no inventor Thomas Edison, lembrarmos de apenas uma de suas grandes invenções: a lâmpada elétrica. No entanto, pouca gente se recorda (ou sequer sabe) que Edison, a fim de levar essa inovação para os lares dos americanos, também inventou o sistema de distribuição de eletricidade que conhecemos hoje. E isso só foi possível graças ao design thinking. Esse pensamento, quando aplicado aos e-commerces, pode torná-los cada vez mais inovadores e relevantes, assim como foi a lâmpada de Edison.

Mas o que é esse tal de design thinking? Como é possível aplicar esse pensamento em uma loja virtual? Qual é a relação disso em relação à inovação? Se quer respostas para essas perguntas continue acompanhando nosso post de hoje!

Afinal, o que é design thinking?

Conhecido como o responsável por popularizar a ideia do design thinking no mundo, Tim Brown (diretor de design e inovação da IDEO) já abordou esse pensamento em diversas entrevistas e principalmente em seu livro “Design thinking: uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias”. Para ele, o design thinking é um tipo de pensamento que proporciona criar processos a fim de solucionar problemas. As empresas, por exemplo, podem desenvolver soluções especialmente voltadas para solucionar dificuldades com seus produtos e serviços. Interessante, não acha? Mas como levar essa ideia para o universo das lojas virtuais?

Como aplicar a metodologia em lojas virtuais?

A maioria dos e-commerces de hoje tem uma preocupação básica: vender seus produtos para os clientes. Tudo bem que a preocupação é justa (e óbvia), mas é possível ter melhores resultados ao se aplicar o olhar do design thinking.

Não entendeu ainda como aplicar o design thinking na sua loja? Então pense bem: se você tem uma loja virtual que vende computadores, não deveria se preocupar apenas em vender os aparelhos. Deveria entender por que seus clientes estariam interessados neles. Se você vende carros, a ideia é a mesma: por que um comprador teria vontade de comprar um automóvel novo? Lembre-se daquele exemplo que demos lá no começo do texto, sobre Thomas Edison: se ele não tivesse pensado nas necessidades dos clientes, seu grande invento não teria muita utilidade, afinal, eram pouquíssimas as casas que contavam com eletricidade naquela época.

Só vale dizer que, para encontrar as necessidades dos clientes e buscar maneiras para seu e-commerce atender essas necessidades, é preciso pesquisar e testar soluções que, muitas vezes, ainda sequer estão no mercado. E é exatamente nesse cenário que surgem as inovações.

Qual a real importância das inovações?

Importantes não apenas por trazer novidades, as boas inovações revelam algo que ainda não foi visto no mercado. E esse detalhe pode fazer com que sejam extremamente lucrativas. Por isso, quem tem uma loja virtual não deve apenas se preocupar com a usabilidade das suas páginas ou com a saúde financeira do negócio. É preciso cuidar para que o e-commerce esteja sempre a um passo (ou mais) na frente da concorrência. E isso só é possível de uma forma: inovando com foco nas necessidades dos clientes.

Como você pôde ver, o design thinking é uma excelente ferramenta para entender quais são os problemas dos seus clientes e mostrar como sua empresa pode resolver tais problemas. Quer continuar inovando? Então é melhor começar a aplicar essa ideia junto com suas equipes!

Que tal já entrar no clima de inovação não guardando esse conhecimento só para si? Compartilhe nosso post em suas redes sociais!

guia de UX para aumentar a conversão do seu e-commerce

 

Comentários