Por William Franklin

O crescimento do comércio digital faz surgir a necessidade de cuidados pra lá de tradicionais quando o assunto é controle financeiro. Afinal de contas, a falta de cautela na gestão de um negócio virtual pode trazer problemas gravíssimos, muitas vezes obrigando o empreendedor a abandonar seu sonho, em função das dificuldades ou de erros na tomada de decisão ou na visão de mercado.

Controle FinanceiroFonte: granatum

Diante disso, torna-se essencial otimizar o controle financeiro do e-commerce, de maneira a evitar prejuízos e ter mais domínio sobre a rentabilidade do negócio. Não sabe por onde começar essa revolução? Então conheça agora mesmo os elementos mais relevantes no controle das finanças da sua loja virtual e aprenda a usá-los de forma organizada, em favor de melhores resultados! Pronto?

Elabore um planejamento estratégico

É simples: sem planejamento, nenhum empreendimento funciona. Por isso, é essencial registrar todos os objetivos e as metas que o e-commerce deseja alcançar a médio ou longo prazo, traçando alvos e estratégias para, no mínimo, daqui a 5 anos.

Planejamento FinanceiroFonte: granatum

Com isso devidamente esclarecido, passa-se à busca pelo alcance dessas metas, aplicando seus recursos dentro do prazo. Vale ressaltar que esse planejamento deve ser acompanhado de relatórios periódicos, que passem informações concretas e precisas sobre o curso dos eventos no e-commerce.

Corte gastos excessivos ou supérfluos

Anote: cortar gastos excessivos precisa ser um propósito vitalício! Mas atenção: cortar gastos não significa ser econômico a ponto de prejudicar o desenvolvimento das atividades essenciais para o funcionamento do e-commerce, comprometendo seu crescimento, certo? O foco deve ser diminuir aquelas despesas desnecessárias, minimizando custos adicionais, a partir do uso de alternativas eficientes. Já pensou que mesmo um comércio virtual pode gastar demais com funcionários ou compras excessivas? Nesses casos, o controle financeiro do e-commerce detectará todas essas incoerências, possibilitando que se solucione o mais rapidamente possível o problema.

Controle adequadamente o estoque

Uma das formas mais acertadas de cortar gastos no e-commerce é controlando o estoque, de preferência por meio de um sistema automatizado, que poupe tempo e reduza o risco de erros no registro de entradas e saídas.

O segredo está em manter o estoque sempre abastecido com os produtos necessários, ou seja, sem faltar aquilo que os clientes pedem, mas sem também superlotá-lo com produtos encalhados, sem tanta saída.

Controle de estoqueFonte: sigecloud

Só não se esqueça que o armazenamento ideal requer um cuidadoso controle sobre o espaço disponível, a validade dos produtos e, claro, as mercadorias essenciais para que o negócio funcione sem entraves.

Gerencie bem seu fluxo de caixa

Controlar o fluxo de caixa do seu e-commerce significa, basicamente, gerenciar a entrada e a saída de dinheiro — receitas e despesas. Para isso, é preciso saber diferenciar e ter domínio sobre as despesas fixas, que são estáveis e independentes das vendas, e as variáveis, aquelas que oscilam conforme a produção ou a venda dos produtos, assim como os financiamentos, o saldo líquido da conta, a margem de lucro, dentre muitos outros conceitos essenciais.

Calcule bem o preço de venda

O e-commerce é um segmento empresarial que vem crescendo graças ao desenvolvimento do ambiente virtual. E por mais que isso signifique maiores oportunidades, traz também uma concorrência mais acirrada. Por essa e outras é que se faz necessário calcular corretamente o preço de venda das mercadorias, sempre considerando o custo com sua produção ou aquisição, sua disponibilidade no mercado, os preços cobrados por outras lojas, as condições peculiares do comércio digital — que envolvem, por exemplo, custos de frete para os clientes — e também o lucro da empresa. Lembrando que esses critérios podem variar conforme os objetivos e as necessidades específicas de cada negócio. O importante é que, no final das contas, o preço do produto seja, dentro do possível, satisfatório tanto para o empresário como para o cliente.

Adote um sistema de gestão automatizado

Um bom sistema de gestão consegue, ao mesmo tempo, agilizar processos e melhorar resultados, garantindo retorno financeiro e crescimento para o negócio. Isso sem contar com a rapidez e a eficiência implementada nos processos, que oferecem a vantagem adicional de reduzir a quase zero as possibilidades de falhas, extremamente comuns em processos manuais. É um investimento e tanto!

Colocando nossas dicas em prática, seu e-commerce certamente terá todos os requisitos para prosperar. Então o que ainda está esperando? Só tire um minutinho antes para nos contar aqui nos comentários como anda o controle financeiro do seu negócio virtual! E para receber mais novidades sobre o assunto, não deixe de assinar a nossa newsletter!

como montar um plano de negócio

Comentários