Por William Franklin

A internet proporcionou um universo de possibilidades para quem pensa em empreender, tanto quando buscamos em investir em um modelo de negócio, quanto encontrar formas de expandir o seu empreendimento para a internet.

Depois de identificar as oportunidades e um mercado em potencial com chances de crescimento, é importante entender como gerar valor e se destacar, buscar conhecer e estudar os concorrentes.

Pensar na necessidade das pessoas em relação ao produto que você oferecerá é fundamental na construção de uma identidade da marca. O modelo de validação de negócio Canvas, descreve de uma maneira lógica como uma organização cria, entrega e captura valor, seja ele econômico, social ou qualquer outro tipo de valor agregado.

Ele possui grande importância no desenvolvimento de um plano estratégico, operacional e logístico e ajuda a obter uma visão geral do negócio. Em outro post sobre os primeiros passos para criar uma startup, listamos as razões que o tornam tão aderentes para quem está começando. Se você está pensando em desenvolver um negócio e não sabe ao certo as possibilidades de sucesso, acompanhe nosso post e entenda como usar o Canvas no momento de estruturar o seu negócio.

O modelo de validação de negócio Canvas é constituído por 9 blocos, sendo eles: Segmentos de Clientes, Proposta de Valor, Canais, Relacionamento com Clientes, Fontes de Receita, Recursos Principais, Atividades-Chave, Parcerias Principais e Estrutura de Custos. Com eles você consegue testar as suas estratégias antes mesmo de colocá-las em prática no mundo dos negócios.

modelo-de-validacao-de-negocio-canvas
Modelo Canvas para negócios

 

Existe uma referência interessante que compara as divisões do modelo Canvas ao cérebro humano, lado esquerdo nas questões lógicas e lado direito para assuntos emocionais, onde o equilíbrio se encontraria ao centro. Um ponto relevante é discutir e questionar. A proposta é que haja interação, quanto mais ideias e opções para cada bloco, maior a probabilidade de alcançar o sucesso. Entenda agora como atuam esses 9 blocos que constituem esse modelo de negócio.

Segmentos de Clientes

No bloco segmento de clientes, você deve definir quem são os clientes que pretende atender, algumas perguntas como: esses clientes possuem um perfil específico? Como eu posso agrupá-los? Onde esses clientes estão localizados e existe alguma necessidade em comum entre eles? Sempre existe um grupo específico de clientes para cada produto e serviço, discuta e identifique-os.

Proposta de valor

Defina que tipo de valor percebido que seu produto vai oferecer aos seus clientes. A proposta de valor é o coração do modelo de validação de negócio Canvas. Outra forma de compreender a proposta de valor é imaginar qual seria o motivo ou razão que faria com que seu produto seja escolhido meio a tantos outros, quais são os seus diferenciais no mercado. Pensar que seu produto/serviço existe para ajudar a resolver algum problema, satisfazer um desejo ou melhorar uma situação existente é a melhor forma de começar.

Canais

Você deve definir como os seus produtos chegarão até os seus clientes e como eles encontrarão o seu produto ou serviço. Esses canais podem ficar na autonomia dos próprios donos do negócio ou podem ser operacionalizados através de parceiros. É importante compreender que quanto menor o caminho entre o seu produto e os consumidores melhor.

Relacionamento com Clientes

Aqui você deve definir como será o relacionamento com os seus clientes. O que farei para me relacionar? Como construirei um vínculo com os meus consumidores? Lembre-se que reter um cliente é fundamental para o crescimento sustentável de qualquer negócio.

Fontes de Receita

Nesse bloco você deve definir como será feita a entrega do dinheiro, ou seja, quanto e como o seu target pagará pelo o que você oferece. É importante pesquisar como os seus clientes preferem pagar pelos seus produtos. Você deve oferecer diferentes formas de pagamento e toda a comodidade e eficiência, dessa forma, você diminui o número de abandono de carrinho e aumenta as conversões no checkout.

Recursos Principais

Você deve se atentar a todos os pré-requisitos na realização da sua entrega de valor. O que é preciso ser feito para que toda a logística de valor aconteça? Lembre-se, esse momento é crucial, coloque os pés no chão e identifique os recursos imprescindíveis para que o negócio saia do papel.

Atividades-Chave

Esse é o momento de arregaçar as mangas e relacionar as ações que são necessárias na realização da proposta de valor. Nesse momento você deve listar todos os pontos que diretamente ou indiretamente são necessários para oferecer o seu diferencial.

Parcerias Principais

Um negócio não se faz sozinho, você precisa identificar e selecionar fornecedores e parceiros que apoiam a sua proposta de valor e que conseguem oferecer o que é necessário para minimizar os riscos. É importante manter um relacionamento próximo e amigável com todos eles.

Estrutura de Custos

Não se esqueça de listar todos os seus custos para a realização da sua proposta de valor. Você deve identificar todos os gastos e esforços envolvidos na operação do seu negócio. Um ponto importante é atrelar uma política de diminuição de custos à proposta de valor. Com a globalização das marcas, o discurso de sustentabilidade pode ser usado como branding e agregar grande diferencial meio aos seus concorrentes.
Participe da conversa, deixe suas dúvidas e sugestões, não esqueça de assinar a nossa newsletter para receber todas as novidades diretamente da sua caixa de entrada.

como montar um plano de negócio

Comentários

  • Muito interessante, post legal.