Por Regiane Monteiro

Mesmo com todas as incertezas dos cenários político e econômico mundial, 2015 foi um ótimo ano para os donos de e-commerce no Brasil. E não é por menos: apenas na Black Friday, o crescimento apresentado pelo setor foi de 38% em relação ao mesmo período de 2014. E isso sem contar os períodos do Natal e Dia das Mães, datas bastante movimentadas no comércio que também mostraram aumento significativo nas vendas.

No entanto, mesmo diante de todos esses números positivos, ainda não é raro casos de empresários que perdem dinheiro com suas lojas virtuais por cometerem erros de usabilidade.

Para que você não veja seus números despencarem por falta de atenção à detalhes de usabilidade de algumas páginas, resolvemos mostrar no post de hoje quais são os erros mais comuns nesse âmbito. Curioso? Então vamos lá!

Falta de responsividade no checkout

De acordo com uma pesquisa realizada pela deviceLab, 69% dos e-commerces do Brasil (ou seja, praticamente 7 em cada 10 lojas virtuais) apresentam pelo menos um problema durante a etapa de checkout de uma compra. E esses problemas, por menores que sejam, acabam impedindo o pagamento de algum produto ou serviço. Mas como resolver esse impasse? Simples: planejando e testando ao máximo em quais aparelhos seu site pode funcionar corretamente. Assim, você ajusta eventuais falhas e perde o menor número possível de clientes.

Páginas que demoram muito a carregar

Se tem uma coisa que tanto o Bing (sistema de buscas da Microsoft) quanto o gigantesco Google concordam é que ter uma página que demora muito tempo para carregar pode não ser uma boa para os negócios. Pelo menos é o que diz uma pesquisa realizada em 2009, que já mostrava ser necessário um atraso de apenas 2 segundos para o usuário ficar insatisfeito com o serviço.

Navegação confusa demais

De acordo com o best-seller de Steve Krug intitulado “Não me faça pensar”, nenhum usuário quer pensar demais quando acessa um site. Por isso, é extremamente importante saber se a navegação do seu e-commerce é simples o suficiente para os visitantes se virarem com facilidade ou se é possível ficar perdido ali dentro, causando, obviamente, a desistência dos inicialmente interessados.

Respiros excessivos dentro das telas

Ninguém gosta de entrar em um site repleto de informações e animações saltando na tela, não é mesmo? No entanto, o inverso também não ajuda muito. Por isso, ao criar uma landing page ou página de compra, procure distribuir bem as informações e evite espaços em branco desnecessários. Atente-se para não espalhar informações demais, procurando dividir tudo em blocos e manter um bom espaçamento entre eles.

Muitas etapas para concluir a compra

Quando você entra em uma loja online para comprar alguma coisa, tudo precisa ser bem simples, certo? Basta entrar, encontrar o que procura, conferir preço, tamanho, quantidade, pagar e sair. Então por que esse processo deveria ser diferente em seu e-commerce? Como já dissemos em outro post, uma plataforma nada intuitiva pode configurar um dos principais motivos de você não vender pela internet. Portanto, não complique a vida do usuário. Facilite a compra em poucos passos e limite-se a perguntar o estritamente necessário.

Como você viu aqui, alguns dos grandes erros de usabilidade que encontramos no e-commerce estão relacionados a detalhes simples, como um funcionamento inadequado em aparelhos móveis e até o excesso de etapas para se concluir uma compra, falhas que podem ser facilmente resolvidas com um bom planejamento online para seu site. Portanto, antes de colocar sua loja online na rede, faça testes e confira se algum desses itens está passando despercebido no seu radar. Não se esqueça de que é o sucesso do seu negócio que está em jogo!

E então, gostou do nosso post? Então, continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro de outros temas relacionados ao mundo do e-commerce!

guia de UX para aumentar a conversão do seu e-commerce

Comentários