Por laercionicolau

Natal passou, a correria das vendas de final de ano diminuiu e agora boa parte dos consumidores quer mais é descansar. Enquanto isso, como fica seu e-commerce no período de férias? Com a concorrência pressionando o tempo todo, descanso deve ser palavra fora do vocabulário do seu negócio. Qualquer deslize pode minar seu faturamento e fortalecer os adversários. Durante essa época do ano, os erros mais inofensivos se transformam em verdadeiros desastres e até as melhores estratégias perdem a eficácia. E tudo isso acontece por uma razão clássica: boa parte da sua audiência está se preparando para pagar as contas do início do ano e não para comprar mais.

Com certeza, o momento exige de você mais cuidado e atenção. Mas não se apavore! Cortando alguns errinhos, o faturamento do seu e-commerce no período de férias estará garantido. Descubra quais são essas falhas agora mesmo e evite cometê-las!

1. Deixar a maré te levar

Todo o comércio sofre uma desaceleração nessa época do ano. No temido período pós-Natal, a maioria das transações realizadas dizem respeito a trocas e devoluções de produtos. E isso não gera receita para sua loja virtual. A dica aqui, portanto, é não ficar parado esperando que os consumidores deem o ar da graça no seu site. Afinal, como você já sabe, o foco deles no momento não é fazer novas compras. Por isso, criar ações de atração é a melhor maneira de dizer que está por ali, atento.

Realize promoções, coloque seu estoque em liquidação, antecipe coleções e invente datas (coordenadas ou não com as próximas datas festivas do calendário) para estimular as compras. Que tal um pré-Carnaval de ofertas? Aproveite o início de ano para presentear seus clientes (ou atrair novos) com boas oportunidades de compra de determinados itens. Vende material escolar? Aí está uma ótima oportunidade! Para isso, é preciso saber o que, apesar do orçamento apertado, tradicionalmente se compra nessa época do ano.

Capriche no seu estoque, ofereça descontos razoáveis e elabore kits interessantes. O segredo está em usar a criatividade para mostrar a seus clientes que você está preparado para atender a seus desejos e suas necessidades.

wilson

2. Dar uma pausa no marketing

Durantes as férias (e especialmente em tempos de crise), dar uma pausa no marketing nada mais é que o famoso tiro no pé! Você deve fazer exatamente o contrário! Reforce suas ações de marketing digital para estar mais próximo da audiência. Pense bem: quem está de férias passa mais tempo navegando na internet, se entretém com conteúdos interessantes, assiste a vídeos com mais tranquilidade e não liga de dedicar alguns minutinhos a mais para ver as surpresas que seu e-commerce prepara.

Aproveite esse momento de sombra e água fresca dos seus clientes para compartilhar conteúdos atrativos com mais frequência e desenvolver mecanismos para gerar mais interação. Nesse sentido, você pode apostar nos quizzes, concursos, posts com perguntas, pesquisas por e-mail e assim por diante. E esse também é um ótimo momento para estreitar relacionamentos e entender quais são as tendências do ano, quais produtos o público está buscando e quanto está disposto a pagar.

relax

3. Perder o bonde da conversão

Se seu intuito é manter as vendas a todo vapor, reduza as etapas entre atração e conversão. Quanto menos dados ou páginas houver entre uma oferta de valor e o fechamento da compra, mais chances de o consumidor on-line ir adiante sem pensar 2 vezes.

Imagine que você está promovendo uma categoria de produtos no seu e-commerce por meio de uma landing page — qualquer página para onde seu consumidor é direcionado após executar alguma ação dentro do seu site. O momento não é de cobrar um cadastro completo, mas sim de fazer com que esse visitante siga em frente com seu interesse pelas mercadorias. Afinal o objetivo é convertê-lo em cliente, está lembrado?

Depois de ter em mãos os dados básicos do consumidor e uma compra fechada, você poderá aproveitar o tempo livre desse cliente para solicitar a complementação do cadastro. Oferecer um benefício para que ele preencha os dados contribuirá para seu sucesso. Dê um bônus para a próxima compra, um brinde ou um material exclusivo, por exemplo, que costumam ser ótimos motivadores.

bonde

4. Colocar o atendimento em férias

Períodos de menor atividade são ideias para dar férias para à equipe, afinal, os colaboradores precisam voltar com as baterias renovadas para os meses de maior intensidade nas vendas, certo? Certíssimo! Mas cuidado: interromper por completo seu atendimento ou deixá-lo lento demais pode comprometer as vendas do seu e-commerce no período de férias.

Para evitar mais um erro que o mercado simplesmente não perdoa, crie escalas de férias para que todos no seu time possam descansar sem comprometer o atendimento ao cliente. Se for o caso, use ferramentas de comunicação (como e-mail marketing, SMS e redes sociais) para informar sua audiência sobre horários especiais de atendimento durante as férias.

Priorize atendimentos para troca de produtos, reclamações, atrasos e outros problemas que, se não solucionados, podem comprometer gravemente a imagem da sua loja virtual. Determine um prazo máximo para cada tipo de resposta, a fim de manter a qualidade do serviço e a satisfação dos consumidores.

 

5. Tirar folga do planejamento

É fato: assim como qualquer mortal, todo gestor de e-commerce quer férias. Entretanto, o período comercial de férias nem sempre é o melhor momento para você se afastar do trabalho e, consequentemente, do planejamento. Término e início de ano: essas fases são sempre críticas para o sucesso do e-commerce. Nesses momentos, portanto, é que você deve rever as ações passadas e prever as ações futuras.

Analise o que deu certo, quais foram as datas com maior e menor número de vendas. Confronte as estratégias usadas em cada situação, verifique o que pode ser melhorado e construa seu planejamento para os próximos 12 meses. Rever os KPIs (indicadores-chave de performance) que você vem monitorando também é essencial, permitindo que os ajuste a seus novos objetivos.

Tire um tempo para planejar novos investimentos e pesquisar sobre novas ferramentas, bem como para buscar dicas de otimização da experiência de compra. Surpreender seus consumidores no ano seguinte é sempre uma boa ideia.

ferias

6. Deixar a logística como está

Certamente, um de seus objetivos é ampliar a carteira de clientes e vender mais. Para escalar as vendas, porém, você também tem que otimizar os processos internos para dar conta de atender a um maior número de pedidos. E isso implica investir na logística.

Adquira sistemas informatizados para dar maior velocidade e controle à gestão de estoque, adote etiquetas RFID (Radio-Frequency Identification) para rastrear seus produtos onde quer que estejam, reveja seus contratos com transportadoras e demais parceiros para conseguir preços de frete mais competitivos e entregas mais rápidas.

Crie alternativas para levar os produtos até seus clientes, como redes de parceiros locais, entregas por motoboy e descentralização de estoques. Esse é o momento de colocar mudanças em prática, testá-las e aprová-las junto à sua audiência!

gif-acidente-empilhadeira

7. Dar recesso para os descontos

Com a queda nas vendas, uma das formas encontradas para manter o faturamento é abolir as promoções e os descontos no site do e-commerce. Por um lado, você garante máxima lucratividade em cada venda. Por outro, no entanto, perde a oportunidade de atrair novos consumidores.

As ofertas e desconto são essenciais para fazer com que os internautas que estão em férias adquiram interesse por sua loja virtual. Um preço atrativo, uma oferta do tipo leve 2 e pague 1 ou um bom kit de produtos se tornam bem mais relevantes quando as pessoas estão tentando economizar para se recuperar dos gastos de final de ano.

Aproveite esse momento para colocar em promoção aquelas mercadorias que não tiveram muita saída nos últimos meses. E você também pode rever sua precificação para criar estratégias de vendas que realmente façam sentido para o público que costuma comprar cada tipo de produto.

 

8. Esquecer a atualização do site

Sites atualizados com frequência têm maior relevância para os mecanismos de busca. O detalhe é que, por mais que você tenha feito um ótimo trabalho de SEO ao longo de todo o ano, bastam algumas semanas sem novidades para perder posições nos resultados de busca orgânica.

Já que seu time está com mais tempo do que de costume, crie rotinas de atualização das descrições de produtos, mude as fotos, verifique links quebrados e tantos outros aspectos da loja virtual que podem impactar no seu posicionamento. Faça uma revisão geral de todo o site, crie testes A/B para verificar quais estratégias são mais efetivas e otimize o que for necessário para manter os visitantes navegando ali por mais tempo.

 

9. Enterrar a política de trocas e devoluções

No pós-Natal, é de se esperar que muitas pessoas que ganharam presentes comprados no seu e-commerce queiram trocar o item por algo de maior interesse. Tudo bem que não é obrigatório realizar essa troca, mas não se esqueça: essa é uma boa forma de agradar novos consumidores e mostrar que seu e-commerce é diferenciado.

Em vez de enterrar a política de trocas e devoluções para evitar que os consumidores perguntem, deixe-a bem à vista. Melhor ainda: use-a como fator diferencial, anunciando que no seu e-commerce a troca dos presentes de Natal não só não é problema como, pelo contrário, é mais que bem-vinda! Com isso, além de manter presenteadores e presenteados satisfeitos, você gera visibilidade para sua marca e fideliza clientes.

fedex-fail-gif-06-compressor

10. Abandonar os comentários

Boa parte dos consumidores on-line busca recomendações de produtos antes de efetivamente comprá-los. Mas por que será que muitos e-commerces relutam em deixar um espaço para a avaliação do produto ou da compra em si? Não seja um desses empreendedores!

Cada comentário feito no seu site corresponde a uma atualização de página, o que contribui para o SEO. Além disso, comentários positivos reforçam o desejo de novos clientes em adquirir um produto, além de aumentar sua reputação no mercado.

Por mais que dê trabalho, não abra mão dos comentários no seu e-commerce! Aliás, muito pelo contrário, peça feedback a cada compra realizada. Com isso, você envolve seus clientes no processo de construção da marca e atrai novas vendas para sua loja virtual.

 

11. Descuidar da segurança

Por fim, mas definitivamente não menos importante: nada de descuidar da segurança do seu e-commerce no período de férias. Usar selos de segurança, criptografia de dados, blindagem virtual e outros recursos que mantenham a integridade das transações realizadas na sua loja virtual é o melhor caminho para construir a confiança do cliente no seu trabalho, seja em épocas de pico ou de baixo movimento.

Por falar nisso, você sabe como conquistar a confiança do cliente no e-commerce? Aprenda já!

 

Comentários